É POP na Web! Adriana Calcanhotto participa de ação para limpeza da Praia do Leblon - É POP na Web!

Adriana Calcanhotto participa de ação para limpeza da Praia do Leblon

Divulgação

Adriana Calcanhotto lançou em junho “Margem”, o terceiro disco que completa a trilogia do mar, iniciada com “Maritmo” (de 1998) e seguida de “Maré” (de 2008). Para envolver os fãs em sua causa em prol da sustentabilidade dos mares, a cantora, em parceria com o projeto Route Brasil, Sony Music e Ellus, lançaram a campanha “Mais Música Menos Lixo”, que resultou na ação do último domingo, que retirou sacos cheios de lixo da praia do Leblon, no Rio de Janeiro.

O público pôde participar da campanha ao escutar a música “Dessa Vez”, que cada execução completa simbolizava um plástico a ser retirado da praia. A pessoa que teve mais plays, ouviu a música 3.638 vezes e ganhou um kit de sustentabilidade especial. Neste domingo, os fãs e parceiros estiveram presentes na praia do Leblon para coletar, conscientizar e revitalizar, mesmo que em uma escala pequena, os oceanos.

“Nunca imaginei que escrevendo uma canção eu pudesse tirar carradas de plástico do mar, parece um sonho isso. Só tenho a agradecer a confiança da Route, da Ellus, da Sony, de todos os envolvidos e desejar que a moda pegue. Como é lindo o que as canções são capazes de fazer, estou encantada”, compartilha Adriana.

Sobre o disco recém-lançado, a artista explica como foi o processo de produção: “A minha atitude no estúdio foi mudando ao longo dos anos, eu fui acalmando, aprendendo a ouvir melhor, mas minhas primeiras memórias das sessões de gravação são de que aquilo precisa ser muito rápido, definitivo e acabar logo porque tudo é muito caro então vai-se para o estúdio sabendo-se o que se vai fazer, não é lugar para perder tempo pensando. Dessa vez aprendi muito mais ainda com Bem Gil, Bruno Di Lullo e Rafael Rocha, que vão ao estúdio para experimentar sons, para microfonar, com toda a calma do mundo, vão ao estúdio fazer o que mais gostam, vão ao estúdio para serem felizes e viram noites tocando por puro prazer. Foram incansáveis e amorosos comigo e isso está impresso no som das faixas, como poderão constatar. Sou muita grata a eles e a todas as pessoas envolvidas na feitura de mais esse trabalho, que encerra em si uma série de ciclos. MARGEM encerra a trilogia mas não o assunto, que a cada um dos três discos, revelou-se pra mim mais e mais urgente”.