É POP na Web! – Arêas mistura ritmo pop e funk acelerado em seu novo trabalho

Arêas mistura ritmo pop e funk acelerado em seu novo trabalho

por Augusto Vianna

                                                                           Foto: Divulgação

Será que é possível misturar Anitta, Demi Lovatto e Baile da Gaiola? O cantor Arêas prova que sim, ao juntar o pop e o funk acelerado a 150 BPM no clipe futurístico de “Não adianta implorar”, que chega hoje às plataformas digitais. Com produção musical do DJ 2F, da CDD, que já assinou hits como “Hoje vou brotar na tua base”, e com produção audiovisual do Victor Cantuária, o clipe tem a direção e coreografia de João Victor Pessanha e é uma produção geral do selo Outro Nível.
Esse trabalho é mais uma prova da versatilidade do cantor, e toda essa mistura ainda aponta para sua marca como artista: ser ousado. “Ter feito esse mix de ritmos é algo que fala muito sobre mim, como artista, e é algo que tem significado pra mim. Tenho uma facilidade muito grande pra escrever canções com letras e melodias nesses gêneros. Então tem muito do costume e também de tudo que eu consumo, que acaba tendo uma influência grande naquilo que produzo. Pop e funk são o que ouço, danço e amo”, conta Arêas.
Cria do Morro do São Carlos, no Estácio, o cantor faz questão de trazer sua vivência periférica e LGBT para o seu trabalho. “Quis trazer um conceito meio ‘poc-street-futurista’, que remete a uma viagem louca, lembrando o estilo dos anos 1990 e trazendo referências como Anitta, Katy Perry e Lady Gaga. Gravar esse clipe foi a melhor experiência da minha vida. Todo mundo estava com muita energia”, compartilha.
Certamente, alto astral e alegria são duas características sempre presentes em seu trabalho. “Eu canto esse pop/funk porque eu amo. Não é à toa que sou apaixonado pela Anitta, Ludmilla, Pablo Vittar e Luisa Sonza. É só ouvir um funk que eu já tô rebolando”, brinca.

Clique e assista ao clipe: