É POP na Web! Banda grava clipe contando a história de preconceito sofrido e passa de 600 mil visualizações - É POP na Web!

Banda grava clipe contando a história de preconceito sofrido e passa de 600 mil visualizações

O Clipe “Verdade Nua e Crua” relata caso ocorrido com a Banda em gravadora de São Paulo e já conta com milhares de compartilhamentos em todo o Brasil

bandaA banda de rock Segundo Início lançou no dia 13 de novembro seu novo clipe, “Verdade Nua e Crua”. Um grito de socorro em nome de todos que passam e passaram por preconceitos em algum momento da vida. O caso, relatado no clipe, ocorreu com os integrantes da banda em Segundo Inicio com uma grande gravadora de São Paulo. Chamados de “gordos”, “feios” e “velhos” para o cenário artístico, os músicos tiraram a roupa para o clipe, desnudando todos os tipos de preconceitos existentes na sociedade.

O caso aconteceu em 2016, a banda foi convidada para participar de uma coletânea, junto com vários artistas em uma gravadora de São Paulo. A faixa gravada pela Segundo Início foi a música autoral “Minha Vez”, que foi a música a mais tocada na internet em todo o Brasil por dois meses seguidos naquele ano, sendo a música de maior destaque da coletânea. Mesmo com o sucesso da música, a gravadora não se pronunciou, fato que levou os integrantes da banda a solicitarem uma reunião com o a área de marketing da empresa. Durante a reunião os músicos foram informados dos motivos pelos quais não seriam representados pela gravadora.

A revolta quase levou ao fim a carreira da banda, que reavaliou a questão e resolveu dar a volta por cima com esse novo trabalho. O “Verdade Nua e Crua” é um marco na vida da banda Segundo Início, que resolveu tirar o “filtro” da sua postura e cantar a sua realidade e verdade, levantando a bandeira de que não é o estereótipo que define alguém ou uma banda no mercado, mas sim a sua simplicidade e verdade, pois o talento está acima de qualquer definição visual.

Confira o clipe da música “Verdade Nua e Crua Aqui”:

Sobre o EP:
O EP tem como novidade o Baterista Allan Mello que trouxe um novo visual e fechando a identidade sonora da banda, com groove e peso. A produção músical foi realizada pelo renomado produtor Giu Daga que já trabalhou com as bandas NX Zero, CBJR, Replace, Alfa Juliet, CPM 22, Fake Number, Titãs, Ira entre outros além de ser Ganhador de 3 Grammys Latinos com Titãs, NX Zero e CPM22 e indicado a mais outros nove.