É POP na Web! – “Os Mais Novos Influenciadores do Instagram” por Luca Moreira

“Os Mais Novos Influenciadores do Instagram” por Luca Moreira

Por Luca Moreira: Eles estão em todos os lugares, em eventos, feiras, e estampando marcas. Esses são os influenciadores digitais. Já foi o tempo que apenas as pessoas formavam opiniões na internet, quem tem ganhado os holofotes dos usuários na rede são os pets!

Os perfis vão desde 27 mil a 3 milhões de seguidores no mundo inteiro, com alguns inclusive com selos de verificação, benefício que as redes sociais dão somente a perfis notórios.

Um dos exemplos que temos é o de Renata Maria Teixeira, dona da shih-tzu Milka, que tem 73 mil fãs. A dona montou o perfil assim que a cachorra foi recebida na família. Influenciada pela prima que já tinha uma conta para o seu Golden Retriver, começou a acostumar a cadelinha a posar para fotos criativas, iniciando assim o conceito de “dog model”. O sucesso gerou o convite de diversas marcas a fim de realizar parcerias. De acordo com Renata, o amor dos fãs é reciproco: “Uma vez, uma moça me mandou um direct falando que o pai dela, um senhor de 90 anos, pedia à ela, todos os dia, para mostrar a Milka para ele. E ela me disse que isso o deixava mais alegre. Isso é gratificante para mim. “

Outro exemplo que temos é Marcia Medeiros, dona da dálmata Maria Flor, de dois anos. A história da cachorrinha começou com uma adoção através de uma publicação que Marcia viu no Instagram. A partir daí se inspirou a criar um perfil para mostrar o dia-a-dia com sua amiga canina. Com cerca de quatro mil seguidores é possível perceber a criatividade e amor que cada foto carrega. A dona não deixa de lado os possíveis estilos da raça, que vão de um simples lacinho na cabeça a um babadorzinho com seu nome: “´É gostoso e divertido ver os pets bem tratados, com poses e frases inusitadas. ”

O que dizem os profissionais:

Um dos benefícios desses perfis é que eles servem de canal para compartilhamento de dicas e informações. Porém, para muitos profissionais da saúde animal, como o veterinário Willian Tovar, alguns cuidados devem ser tomados com essas dicas: “Por serem donos, ou até criadores, começam a querer medicar ou instituir algum tipo de tratamento, atrapalhando o trabalho do veterinário, que quanto antes começar a trabalhar corretamente no tratamento, pode ser melhor para seu pet. Você levaria em um médico ou em um curioso o seu filho humano? ”

Para o médico veterinário Vladimir Fernandes da Silva, a questão de o proprietário ver o animal de estimação como filho é algo crítico, em que o relacionamento saudável entre o pet e o proprietário deve ser no máximo uma amizade. Em sua visão, ele também fala positivamente sobre a finalidade das redes sociais para os animais: “As redes sociais estão sendo usadas para trocar ideias sobre comportamento. Ou seja, como educar meu pet e manejo. Sobre medicações seria bom sempre ter um médico veterinário para orientações em geral, profilaxia e o melhor caminho. ”